O Preço SETOP é a planilha referencial de preços para as obras de edificação do Estado de Minas Gerais. São mais de 3 mil ítens de composições de custos unitários, com preços regionalizados e atualizados, para garantir melhores condições de execução e maior resultado econômico das obras. A partir deste momento e após a elaboração dos "Projetos Padrão", o Estado construirá suas obras de edificações a Preço Global.

A consulta à planilha Preço SETOP pode ser realizada,(clicando no mapa de regiões ou selecionando o nome do município) tanto pelas prefeituras, órgãos da Administração Estadual Direta ou Indireta ou por setores da iniciativa privada. Mais informações podem ser obtidas na unidade de atendimento listada abaixo.

Valor da taxa: Gratuito.
Documentos necessários: Nenhum documento é necessário para a prestação deste serviço. Regiões do Estado de Minas Gerais - Planilhas de Referência
Mapa de regiões do estado de Minas Gerais. Região Norte (Formato do arquivo: PDF / Tamanho: 760Kb)Região Jequitinhonha/Mucuri (Formato do arquivo: PDF / Tamanho: 760Kb)Região Zona da Mata/Leste (Formato do arquivo: PDF / Tamanho: 760Kb)Região Central (Formato do arquivo: PDF / Tamanho: 760Kb)Região Sul (Formato do arquivo: PDF / Tamanho: 760Kb)Região Triângulo/Alto Paranaíba (Formato do arquivo: PDF / Tamanho: 760Kb) Instruções:
1) Os preços unitários da planilha são referenciais, limites máximos e correspondem ao custo de cada serviço;

2) Estão incluídos nos custos de cada serviço: material + mão-de-obra + encargos sociais;

3) Os custos referentes às instalações de obras, mobilização e desmobilização de equipamentos e pessoal, administração local, taxas, equipamentos e ferramentas, equipamentos de proteção individual, despesas com pessoal, despesas de apoio, consumos e segurança do trabalho podem:

  • § ser considerados como custo direto da obra, nesse caso deverão ser detalhados e quantificados em planilha e; para o cálculo do LDI – Lucro e Despesas Indiretas, poderão ser utilizadas as tabelas anexas (págs. 86 a 88);

  • § ser considerados como custo indireto da obra, nesse caso irão compor o cálculo da taxa de LDI – Lucro e Despesas Indiretas, em conjunto com as tabelas anexas (págs. 86 a 88);

  • § O cálculo do LDI – Lucro e Despesas Indiretas poderá ser alterado de acordo com a peculiaridade de cada obra.

4) A taxa de LDI poderá ser acrescida no valor do custo de cada serviço ou destacado no final da planilha. No primeiro caso, o valor deverá ser informado no cabeçalho da planilha.


Caso não saiba a região, selecione a cidade e clique no botão acessar.


A Superintendência de Projetos e Custos coloca-se à disposição para outras informações através do telefone: (031) 3915-8309 ou pelo e-mail: marinesia.costa@transportes.mg.gov.br