A primeira etapa das obras de reforma, ampliação e restauração da Escola Estadual Milton Campos, mais conhecida como Colégio Estadual Central, contemplaram, no prédio da unidade I, a reforma completa dos blocos da cantina e da administração, pilotis, auditório, as 30 salas de aulas do 2º piso e a instalação de um elevador para acesso do pilotis ao segundo pavimento. A unidade ganhou ainda telhas termo acústica, para diminuir ruídos externos, impermeabilização da laje da cobertura, brises para minimizar a incidência direta da luz do sol nas salas de aulas. No auditório, além da reforma completa do espaço, foi instalado novo sistema de ar condicionado.

Na unidade II, foi construído um novo prédio onde funcionam os três laboratórios de ciências, dois vestiários, instalado dois elevadores, além da reforma da sala de artes, sala dos professores, sala de coordenação do arquivo morto, da escada e da passarela metálica.

As características originais do prédio da unidade I, projetado por Oscar Niemeyer, foram mantidas e os investimentos nesta primeira fase das obras, que começaram em 24 de junho de 2013, foram paralisadas em 12 de janeiro de 2015, reiniciadas em 22 de junho de 2015 e concluídas em 21 de janeiro de 2016, totalizaram R$ 12,7 milhões.

Programa relacionado

Não há items para os filtros especificados.